Início Dr. Cláudio Contato Blog do Dr. Cláudio Links Facebook LinkedIn

Quando precisamos trocar a escova de dentes?

Estudos apontam que após três meses de uso a escova de dentes se torna menos eficaz na remoção das placas bacterianas. Entretanto este período pode variar para menos. Por isso é importante ficar atento também a outros fatores importantes e não perder o prazo adequado de troca.

Desgastes sofridos pela escova

Normalmente após três meses de uso regular as cerdas da escova perdem a eficácia no processo de higienização. Contudo é necessário também observar, até mesmo antes desse período, o estado de conservação das cerdas – se elas estão deformadas, tortas ou até mesmo manchadas – pois qualquer anormalidade apresentada pode indicar a necessidade de substituição da escova.

Como guardar e conservar a escova

Se a escova for guardada de forma incorreta ela pode se tornar um transmissor de doenças. O armazenamento da escova em ambiente molhado, exposto a bactérias, ou ainda em meio a outras escovas, pode acelerar e ampliar a proliferação natural de fungos e bactérias – que já se desenvolvem naturalmente na escova – colocando a saúde de quem a utiliza em risco.

Outra informação importante é que a escova deve sempre ser substituída após resfriados, gripes, dor de garganta, ou qualquer outra doença infecciosa – transmitida por via oral – pois as bactérias vinculadas a essas enfermidades costumam permanecer alojadas nas cerdas, causando possíveis novas infecções.
Sendo assim, mesmo que a escova seja nova e esteja em perfeitas condições de uso, se faz necessária a substituição por outra.

Fique atento e mantenha a sua saúde bucal em dia.

Marque uma consulta! Dê início ao seu tratamento ortodôntico e depois volte ao nosso blog para nos contar o resultado.